Grammy 2019: os indicados

10/12/2018 | 15:51

*Por Emerson Lopes *

 

No dia 7 de dezembro foram divulgados os indicados ao prêmio Grammy, que em 2019 chega a sua 61ª edição. Os vencedores serão conhecidos no dia 10 de fevereiro. Ao todo são 84 categorias. O jazz tem cinco categorias, entre elas melhor disco vocal e melhor disco instrumental.

Entre os vocalistas, Cécile McLorin Salvant e Kurt Elling são os favoritos. Depois do furação Diana Krall, na década de 1990, Cécile é, sem dúvida, a grande cantora de jazz dos últimos anos. Em 2016, ela levou o Grammy pelo disco   For One To Love, e repetiu a dose em 2018, com   Dreams and Daggers.

O veterano Elling também já faturou o seu Grammy, em 2010, com o álbum   Dedicated to You, e agora concorre com o aclamado The Questions  (foto ao lado).  A lista ainda traz o veterano Freddy Cole, o cantor Raul Midón e a cantora Kate McGarry, acompanhada do guitarrista Keith Ganz e do pianista Gary Versace. 

O cantor Gregory Porter, vencedor de dois Grammy na categoria melhor disco de jazz vocal, desta vez concorre na categoria melhor disco vocal pop tradicional, com o álbum em tributo a Nat King Cole.   Nesta mesma categoria está a parceria entre Tony Bennett & Diana Krall, que lançaram um álbum com canções de Gershwin, o inglês Seal, com standards de jazz, o veterano cantor country Willie Nelson e a eterna Barbra Streisand.

Já entre os indicados a melhor disco, a disputa deve ficar entre o pianista Fred Hersch e o saxofonista Joshua Redman. Ambos tiveram várias indicações, mas nenhum deles levou o prêmio. Redman concorre com o disco Still Dreaming (foto ao lado). Completam as indicações a saxofonista Tia Fuller e o pianista Brad Mehldau. O veterano saxofonista Wayne Shorter, com o CD triplo Emano, também está entre os indicados e pode surpreender.

Outra categoria que também traz músicos de jazz é a de melhor disco instrumental contemporâneo. Entre os cinco indicados, o baixista Marcus Miller e o guitarrista Julian Lage são os favoritos. Miller já conquistou dois Grammy. Destaque também para os bateristas Simon Phillips e o veterano Steve Gadd.

Neste ano não há músicos brasileiros indicados. O Brasil aparece apenas no disco Heart Of Brazil, do clarinetista e saxofonista Eddie Daniels, que concorre na categoria melhor disco de jazz latino. No álbum, o veterano músico faz um tributo ao multi-instrumentista Egberto Gismonti. No repertório, temas como “Lôro”, “Auto-Retrato” e “Maracatú”.

Conheça todos os indicados abaixo:


Melhor Improvisação Solo 

• “Some Of That Sunshine”
Regina Carter, soloist
Some Of That Sunshine (Karrin Allyson)

• “Don’t Fence Me In”
John Daversa, soloist
American Dreamers: Voices Of Hope, Music Of Freedom (John Daversa Big Band Featuring DACA Artists)

• “We See”
Fred Hersch, soloists
Live In Europe (Fred Hersch Trio)

• “De-Dah”
Brad Mehldau, soloist
Seymour Reads The Constitution! (Brad Mehldau Trio)

• “Cadenas”
Miguel Zenón, soloist
Yo Soy La Tradición (Miguel Zenón Featuring Spektral Quartet)

Melhor Álbum Vocal

• My Mood Is You
Freddy Cole

• The Questions
Kurt Elling

• The Subject Tonight Is Love
Kate McGarry With Keith Ganz & Gary Versace

• If You Really Want
Raul Midón With The Metropole Orkest Conducted By Vince Mendoza

• The Window
Cécile McLorin Salvant

Melhor Álbum Instrumetal

• Diamond Cut
Tia Fuller

• Live In Europe
Fred Hersch Trio

• Seymour Reads The Constitution!
Brad Mehldau Trio

• Still Dreaming
Joshua Redman, Ron Miles, Scott Colley & Brian Blade

• Emanon
The Wayne Shorter Quartet

Melhor Álbum de Orquestra

• All About That Basie
The Count Basie Orchestra Directed By Scotty Barnhart

• American Dreamers: Voices Of Hope, Music Of Freedom
John Daversa Big Band Featuring DACA Artists

• Presence
Orrin Evans And The Captain Black Big Band

• All Can Work
John Hollenbeck Large Ensemble

• Barefoot Dances And Other Visions
Jim McNeely & The Frankfurt Radio Big Band

Melhor Álbum de Jazz Latino

• Heart Of Brazil
Eddie Daniels

• Back To The Sunset
Dafnis Prieto Big Band

• West Side Story Reimagined
Bobby Sanabria Multiverse Big Band

• Cinque
Elio Villafranca

• Yo Soy La Tradición
Miguel Zenón Featuring Spektral Quartet

Melhor Álbum Vocal Tradicional Pop

• Love Is Here To Stay
Tony Bennett & Diana Krall

• My Way
Willie Nelson

• Nat “King” Cole & Me
Gregory Porter

• Standards
Seal

• The Music…The Mem’ries…The Magic!
Barbra Streisand

Melhor Álbum Instrumental Contemporâneo

• The Emancipation Procrastination
Christian Scott aTunde Adjuah

• Steve Gadd Band
Steve Gadd Band

• Modern Lore
Julian Lage

• Laid Black
Marcus Miller

• Protocol 4
Simon Phillips

https://www.youtube.com/watch?v=dsW5qhG5mxE
https://www.youtube.com/watch?v=6Q8tbirY5n8
https://www.youtube.com/watch?v=UiOOZkxgfrQ
https://www.youtube.com/watch?v=CUvFzY8YA8k
https://www.youtube.com/watch?v=QYhi7utfSkY
https://www.youtube.com/watch?v=vPpKdjgeih4
https://www.youtube.com/watch?v=WGE3v6QfDV0

*Emerson Lopes    é jornalista, autor do livro     Jazz ao seu alcance, da editora Multifoco, e apresentador do podcast     Jazzy.     Saiba mais sobre o livro     aqui. Ouça o podcast    aqui

COMPARTILHE